26 de agosto de 2016

Grupo arromba lotérica e furta dinheiro na cidade de Tacima-PB


Cinco homens participaram do roubo na cidade de Tacima, no Agreste.Bandidos usaram barra de ferro para suspender porta da lotérica, diz PM.


Lotérica foi arrrombada e roubada na noite de quinta-feira, em Tacima (Foto: Volney Andrade/TV Cabo Branco)

Uma casa lotérica na cidade de Tacima, na região do Agreste da Paraíba, foi arrombada no final da noite de quinta-feira (25). Conforme informações repassadas pela Polícia Militar, cinco homens em um carro preto, possivelmente um Toyota Corolla, chegaram ao local, arrombaram a porta de metal da lotérica e roubaram uma quantia em dinheiro não divulgada.

Ainda de acordo com a Polícia Militar, os assaltantes usaram uma barra de ferro para suspender a porta de metal. A polícia acredita que os criminosos não roubaram grande quantia, tendo em vista que o estabelecimento não tem cofre. A placa do veículo usado pela quadrilha não foi identificada.

A Polícia Militar começou a fazer buscas na noite de quinta-feira (25) e seguia à procura dos suspeitos na manhã desta sexta-feira (26), mas nenhum suspeito tinha sido localizado até as 9h25 desta sexta. A polícia acredita que os bandidos podem ter fugido em direção ao Rio Grande do Norte, tendo em vista que a cidade de Tacima fica na divisa com o estado potiguar. Apesar do furto, a lotérica funcionou normalmente na manhã desta sexta-feira.


Fonte: G1 PB

23 de agosto de 2016

32 presos fogem de presídio no interior do Rio Grande do Norte; veja as fotos


A direção do Presídio divulgou as imagens dos presos que escaparam

Por: Nova Cruz OficialFoto/Divulgação

190rn - Mais uma fuga em massa foi registrada na madrugada desta segunda-feira (22) na Penitenciária Estadual Desembargador Francisco Pereira da Nóbrega, o ‘Pereirão’, em Caicó. Trinta e dois presos fugiram por um túnel.
De acordo com a Secretaria de Justiça e Cidadania (Sejuc) os presos usaram um túnel aberto a partir do pavilhão C. A Polícia Militar e os agentes penitenciários já estão em diligências na busca pelos fugitivos.

Fotos dos Presos

A direção do Presídio divulgou as imagens dos presos que escaparam da Penitenciária Estadual do Seridó, na madrugada desta segunda-feira (22).


Essa é a segunda fuga registrada desde sua fundação.

LIDERANÇAS POLÍTICAS DE PASSA E FICA INICIARAM MOVIMENTOS NESSE FINAL DE SEMANA




Esse final de semana foi movimentado na pequena Passa e Fica - RN. Isso porque as movimentações políticas começaram de fato no sábado (20.08.2016), quando a "situação" a frente de seu candidato Léo Lisboa - 55 - com o candidato a vice-prefeito Lula Caboclo, pretensos candidatos a vereadores e lideranças políticas fizeram sua primeira carreata oficial com saída do alto de Passa e Fica com destino ao Bairro São Pedro onde fizeram seu primeiro comício, todos de vermelho, cor essa adotada pelo candidato, e denominada "Onda Vermelha".






Fotos tiradas do Facebook


Já no domingo (21.08.2016) foi o dia da "oposição" a frente o candidato e atual vice-prefeito Everaldo Bezerra - 45 - com seu candidato a vice-prefeito o jovem empresário Danilo Mandú, junto com seus candidatos a vereadores e lideranças políticas fazerem sua carreata. A carreata em questão saiu da comunidade Fernando dos Inácios, passando pelo Fernando da Pista, Cipoal, Barra do Geraldo, Lagoa do Gravatá, Alto do Passa e Fica, Centro, Novo Milénio, e Bairro São Pedro, terminando assim no Comitê onde foi realizada uma breve inauguração, então todos os ali presentes saíram em uma grande passeata para o bairro Bela Vista onde foi realizado o comício. Todos foram de AZUL cor essa adotada pelo partido, denominada assim por aqueles que aderiram a esse novo projeto político de "O MAR É AZUL".


Foto de Hélio Fotos






Por :Blog da Taty Oliveira 

Após ter braços amputados, jovem vira designer gráfico; 'Não há limites'


No VNT do G1 RN 

Edilson desenvolveu a habilidade de fazer as coisas com os pés (Foto: Fernanda Zauli/G1)

Um acidente de trabalho em 2006 mudou completamente a vida do soldador Edilson Jesus, na época com 23 anos. Após sofrer três descargas elétricas, ele teve os dois braços amputados, passou por onze cirurgias, é colostomizado (quando o intestino grosso fica fora do organismo e as fezes são coletadas em uma bolsa que fica no abdômen) e usa sonda para urinar. Nada disso fez com que ele perdesse a vontade e a alegria de viver. Edilson se reinventou, desenvolveu a habilidade de fazer as coisas com os pés e hoje é designer gráfico. "A vida é maravilhosa. Não há limites pra ninguém. Eu amo a vida. Eu tive uma nova oportunidade e quero aproveitar muito bem cada dia", diz.

Edilson trabalhava no reparo de um outdoor na entrada da cidade de Caicó, onde mora até hoje, quando o cabo de ferro que ele segurava acertou um fio de alta tensão da rede elétrica. Na primeira descarga elétrica um colega de trabalho de Edilson caiu do andaime onde estavam, a 6 metros de altura, teve traumatismo craniano e morreu. Edilson não conseguia se mexer e continuou pendurado na estrutura do outdoor. Outras duas descargas elétricas atingiram o soldador que naquele momento já não sentia mais as pernas. Uma hora e dez minutos se passaram até o socorro chegar.

"Enquanto eu estava lá em cima passou um filme da minha vida na cabeça. Eram pequenos flashs, coisas que eu nem lembrava mais. Eu achei que ia morrer", conta. Edilson foi socorrido e levado para o Hospital Walfredo Gurgel, em Natal. Da internação até a alta foram 180 dias. Entre tratamentos e cirurgias, Edilson se tornou um exemplo de vida já no hospital. O bom humor, mesmo diante da gravidade do caso, fazia com que as enfermeiras levassem outros pacientes para conversar com ele para se animarem.

Após a alta, Edilson teve que se adaptar à nova realidade. Com a ajuda da família e dos amigos, foi superando, aos poucos, as barreiras que apareciam. Muitas das coisas que antes Edilson fazia com as mãos, ele aprendeu a fazer com os pés: atender o telefone, escrever e até digitar. Sem perder a vontade de viver, ele continuou na organização do bloco de carnaval que sempre fazia. Um dia, quatro anos depois do acidente, quando foi mandar fazer a camiseta do bloco, ele levou um "chá de cadeira" para ser atendido porque não tinha a arte da camiseta pronta.

"Saí de lá disposto a aprender a fazer uma arte e comecei a mexer no computador. Passei noites estudando, me aperfeiçoando, fazendo testes, até conseguir criar uma arte. Quando eu levei o desenho para a gráfica eles me perguntaram quem tinha feito e eu respondi: 'fui eu'. Ninguém acreditou", conta Edilson.

Foi então que surgiu a ideia de trabalhar como designer gráfico. Os trabalhos começaram a aparecer, foram aumentando, e hoje ele consegue uma renda extra - além da aposentadoria - com o serviço de designer gráfico. Edilson acredita que no começo as pessoas o contratavam mais por curiosidade, pra ver como ele mexia no computador com os pés, mas o tempo foi passando e os clientes continuaram aparecendo. O escritório fica anexo à casa onde ele mora. "O trabalho é uma terapia. É muito bom acordar e saber que eu posso produzir, criar alguma coisa", diz.
Priscila, Douglas e Edilson moram juntos (Foto: Fernanda Zauli/G1)

Fim do casamento
Em 2006, quando sofreu o acidente, Edilson estava casado há dois anos com Priscila Morgana. Na época ele tinha 23 anos e ela 22. Ainda no hospital, ele recebeu a notícia de que estava impotente sexualmente. "Não pensei duas vezes. O sonho da Priscila era ser mãe e eu não podia dar um filho a ela. Então falei que era melhor nos separamos e ela seguir a vida dela", conta.

Priscila ficou em choque com a situação e decidiu continuar cuidando de Edilson. Fez um curso de técnica em enfermagem para ter mais conhecimento e ajudá-lo na rotina. Os dois continuaram morando na mesma casa, mas separados. Aos poucos Priscila começou a retomar a vida social, sair, até encontrar Douglas - um rapaz nove anos mais jovem que ela. Os dois começaram a namorar, o relacionamento ficou sério e ela e Douglas decidiram morar juntos. Hoje, os três: Edilson, Priscila e Douglas moram na mesma casa.


"A Priscila e o Douglas são meus braços. Eles me ajudam muito. Nós somos uma família", diz Edilson. "Hoje eu tenho ele (Edilson) como um irmão. Eu nunca pensei em deixar de cuidar dele e tenho orgulho de ver como ele enfrenta tudo o que passou", revela Priscila. "Ele é um irmão do coração. Ele me dá muito conselho e o que eu puder fazer por ele eu vou fazer sempre", diz Douglas.


Palestras
Edilson não se queixa da vida, não lamenta tudo o que já passou e mantém o sorriso no rosto para enfrentar a rotina. Ele diz que reclamar não iria melhorar em nada a situação dele e que prefere olhar para o que a vida lhe traz de bom.


Admirada com a alegria de viver de Edilson, uma enfermeira que troca a sonda dele toda semana o convidou para dar uma palestra sobre superação na faculdade onde ela lecionava. "Ela disse que eu precisava compartilhar a minha história, que eu era muito desenrolado. Eu fiquei com medo, mas fui. Achei que era pra turma que ela dava aula e quando cheguei lá era pra faculdade toda, o ginásio estava cheio", lembra Edilson.

Ele teve medo, mas foi em frente. O resultado não poderia ser melhor: as pessoas adoraram ouvir o testemunho de Edilson e os começaram a surgir outros convites para palestras. "Eu quero contar a minha história pra fortalecer as pessoas para que elas superem os desafios que a vida apresenta. Quero falar do valor da vida, o quanto ela é maravilhosa. Eu sei que nada do que eu passei foi em vão e eu acho que compartilhando minha história eu posso ajudar as pessoas", diz.
Edilson Jesus em uma das palestras que já ministrou (Foto: Arquivo pessoal

Acidente entre ônibus de universitários deixa um morto e cerca de 40 feridos no Sertão Paraibano


Foto/Reprodução

Um acidente envolvendo dois ônibus escolares e um motocicleta deixou um morto e dezenas de estudantes universitários feridos, na tarde desta segunda-feira (22), na BR-230, entre as cidade de Coremas e Piancó, no sertão da Paraíba.

De acordo com as primeiras informações da polícia militar, os ônibus, sendo um de Boa Ventura e outro de Itaporanga, seguiam em direção a Patos quando um motociclista, caiu da moto em frente a um dos veículos e acabou ocasionando o acidente.

Para não atingir o motociclista, o motorista de um dos ônibus reduziu a velocidade de forma brusca. Outro ônibus que vinha logo atrás acabou colidindo. Com impacto, os veículos ficaram parcialmente destruídos.

Cerca de dez equipes do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (SAMU) de cidades da região, viaturas da Polícia Militar e Corpo de Bombeiros e Policia Rodoviária Federal foram acionadas e socorreram os feridos para o Hospital Regional de Piancó.

A ação contou com a participação de voluntários e profissionais do Samu que estavam de folga. Os estudantes estavam indo para Patos onde estudam em uma universidade particular.

Aproximadamente 40 pessoas sofreram escoriações e fraturas. Conforme disse a PM, eles foram socorridos para o Hospital Regional de Piancó.


Fonte: valenewspb
Por: Nova Cruz Oficial