19 de abril de 2021

RN tem 121 municípios em risco ou zona de perigo para taxa de transmissibilidade da covid-19



O Rio Grande do Norte soma 121 municípios em zona de risco ou de perigo para a taxa de transmissibilidade [R(t)] da covid-19. Isso significa que, nessas localidades, a taxa de transmissão do coronavírus acima de 1,03. No geral, o estado tem taxa de 0,76, de acordo com o dado mais recente divulgado pelo Laboratório de Inovação tecnológica em Saúde (LAIS) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN).

De acordo com a plataforma, o RN tem 15 municípios em zona de perigo, quando a R(t) é superior 2,00. Isso significa dizer que, estatisticamente falando, 100 pessoas doente contaminarão 200 saudáveis. O nível é o mais alto na escala apontada pelo Lais. A população do RN dentro dessa zona é de 70.953. Nesse quesito, Januário Cicco é a cidade que mais preocupa, com 5,00 de taxa.

Em zona de risco, com taxa maior que 1,03 e menor ou igual a 2,00, estão 106 municípios. A população dentro dessa faixa é de 2.445.942. As duas principais cidades do RN estão neste grupo: Natal (1,07) e Mossoró (1,14). Já na zona neutra, com taxa de transmissibilidade maior do que 1,00 e menor ou igual a 1,03, estão cinco municípios. A população potiguar dentro desta faixa é de 203.026. Caicó (1,01) e São Gonçalo do Amarante (1,02) são as principais cidades englobadas nessa zona.

Na zona segura, a recomendada para controlar a disseminação da doença com taxa menor ou igual a 1,00, estão 41 municípios e 786.932 habitantes potiguares. Parnamirim, Macaíba e Açu estão entre os municípios dentro desse grupo.

De acordo com o Lais, a taxa de transmissibilidade é um indicador importante para analisar a pandemia do coronavírus. No entanto, o laboratório destaca que os dados não podem ser utilizados separadamente. “É preciso considerar outros indicadores nas avaliações dos contextos epidemiológicos”, apontou.

Há pouco mais de um mês, o Rio Grande do Norte tinha 15 municípios em zona de perigo, 69 em zona de risco, 10 na zona neutra e outros 73 municípios em zona segura, conforme apontou levantamento feito pelo Portal da Tropical no dia 14 de março.

Confira os dados em todos os municípios do RN, separados por zonas:

Zona de perigo (taxa maior que 2,00)

Januário Cicco 5,00
Barcelona 4,97
Ruy Barbosa 4,63
Lagoa de Velhos 4,56
Major Sales 4,14
Riacho de Santana 3,61
Baía Formosa 3,60
Passagem 3,23
Riacho da Cruz 2,92
Pedra Grande 2,42
Água Nova 2,37
São Pedro 2,28
Timbaúba dos Batistas 2,28
Martins 2,21
Santana do Seridó 2,06

Zona de risco (taxa maior que 1,03 a menor ou igual a 2,00)

Itaú 2,00
Jundiá 1,90
Jaçanã 1,89
Triunfo Potiguar 1,85
Jucurutu 1,84
Maxaranguape 1,81
Lagoa D’anta 1,76
Vera Cruz 1,75
Messias Targino 1,74
Coronel João Pessoa 1,71
Carnaubais 1,70
Taboleiro Grande 1,66
Luís Gomes 1,65
Vila Flor 1,64
Pedro Avelino 1,63
Ipanguaçu 1,61
Parazinho 1,61
Serra Caiada 1,60
Serra do Mel 1,58
Jardim de Piranhas 1,57
Pedra Preta 1,57
Tibau 1,55
Venha-Ver 1,54
Macau 1,52
Coronel Ezequiel 1,51
São Miguel 1,48
São José do Campestre 1,47
São João do Sabugi 1,46
Várzea 1,46
Angicos 1,44
Lajes Pintadas 1,44
Augusto Severo 1,43
Antônio Martins 1,42
Olho D’água do Borges 1,42
Serra Negra do Norte 1,38
Lajes 1,37
Portalegre 1,35
Bom Jesus 1,33
Campo Redondo 1,33
Sítio Novo 1,32
Florânia 1,31
Caiçara do Norte 1,30
Pedro Velho 1,29
Santana do Matos 1,29
Itajá 1,27
São Tomé 1,27
Carnaúba dos Dantas 1,26
Cerro Corá 1,26
Pendências 1,26
Equador 1,25
Caiçara do Rio do Vento 1,24
Alto do Rodrigues 1,23
Umarizal 1,23
Baraúna 1,22
Goianinha 1,22
São Miguel do Gostoso 1,22
Tenente Laurentino Cruz 1,22
Bento Fernandes 1,21
Japi 1,21
Pureza 1,21
São Rafael 1,21
São Bento do Norte 1,20
Nova Cruz 1,19
Viçosa 1,18
Canguaretama 1,17
Marcelino Vieira 1,17
Passa e Fica 1,17
Lagoa de Pedras 1,16
Nísia Floresta 1,16
Patu 1,16
Tibau do Sul 1,16
Caraúbas 1,14
João Câmara 1,14
Monte das Gameleiras 1,14
Mossoró 1,14
Rio do Fogo 1,14
Serrinha dos Pintos 1,14
Areia Branca 1,13
Ielmo Marinho 1,13
Paraná 1,13
Touros 1,13
Espírito Santo 1,12
São Paulo do Potengi 1,12
Arez 1,11
Santa Cruz 1,11
Currais Novos 1,10
Monte Alegre 1,10
Rafael Godeiro 1,10
Apodi 1,09
Encanto 1,09
Frutuoso Gomes 1,09
São Fernando 1,09
Taipu 1,09
Extremoz 1,08
Natal 1,07
Rafael Fernandes 1,06
São Vicente 1,06
Alexandria 1,05
Francisco Dantas 1,05
São José de Mipibu 1,05
Afonso Bezerra 1,04
Brejinho 1,04
Riachuelo 1,04

Zona neutra (Maior que 1,00 a menor ou igual a 1,03)

Serrinha 1,03
Tenente Ananias 1,03
Guamaré 1,02
São Gonçalo do Amarante 1,02
Caicó 1,01

Zona segura (igual ou menor a 1,00)

Montanha 1,00
Santo Antônio 1,00
São Francisco do Oeste 1,00
São José do Seridó 1,00
Parnamirim 0,99
Santa Maria 0,98
Grossos 0,97
Pau dos Ferros 0,97
Jardim do Seridó 0,96
Almino Afonso 0,95
Acari 0,93
Tangará 0,93
Macaíba 0,91
Cruzeta 0,90
Ipueira 0,90
Lagoa Nova 0,90
Lucrécia 0,90
Governador Dix-Sept Rosado 0,89
Janduís 0,89
Poço Branco 0,89
Senador Georgino Avelino 0,89
Ouro Branco 0,87
Upanema 0,87
Doutor Severiano 0,85
Parelhas 0,85
Açu 0,84
Paraú 0,84
Lagoa Salgada 0,83
Ceará-Mirim 0,82
Galinhos 0,81
Senador Elói de Souza 0,79
Bodó 0,78
Fernando Pedroza 0,77
Jardim de Angicos 0,75
João Dias 0,72
Felipe Guerra 0,70
Pilões 0,69
Porto do Mangue 0,64
José da Penha 0,62
Rodolfo Fernandes 0,60
São Bento do Trairi 0,56

Santo Antônio registra 34 novos casos da Covid-19



A Secretaria Municipal de Saúde de Santo Antônio divulgou na noite desta segunda-feira (19) mais um boletim epidemiológico com os números atualizados da situação da Covid-19 no município. Com relação ao último boletim divulgado sexta-feira, dia 16, foram confirmados 34 novos casos de infecção pelo novo coronavírus.

Com as novas confirmações, Santo Antônio contabiliza 912 pessoas infectadas com o vírus desde o início da pandemia. Destas, 32 vieram a óbito por complicações da doença.

Já o número de recuperados se manteve inalterado. Ao todo, 672 pessoas diagnosticadas com a Covid já estão recuperadas.

Os novos dados apontam ainda que Santo Antônio tem 217 casos suspeitos e 1.812 casos foram descartados.

Blog Os Amigos Da Onça

Calcinha Preta demite 18 funcionários por conta da pandemia do coronavírus



Uma das bandas mais conhecidas do forró eletrônico, o grupo Calcinha Preta, foi afetado pelos efeitos da pandemia do coronavírus. Conforme o empresário Diassis Marques, a direção necessitou dispensar 18 funcionários neste ano.

A banda Calcinha Preta foi criada em 1995. O grupo conta com sede em Aracaju (SE). Atualmente, tem como vocalistas Daniel Diau, Silvânia Aquino, Paulinha Abelha e Bell Oliver.

Sem eventos com público presencial desde março de 2020, por conta dos decretos contra aglomerações, a banda realizou lives pontuais como a "CP 25 anos - Live show" e "Calcinha Prime". Em fevereiro deste ano, o grupo transmitiu o show virtual "Luau da Calcinha".
ANIVERSÁRIO DE 25 ANOS

Em fevereiro de 2020, o grupo de forró gravou DVD comemorativo de 25 anos de existência. Gusttavo Lima, Wallas Arrais, Wesley Safadão, MC JottaPê, Márcia Fellipe e a dupla Edu e Maraial participaram da produção audiovisual.

Depois de quase 17 anos, Suzy Navarro conta detalhes do Acidente da Banda Libanos em 2004



Em uma entrevista pra lá de animada, a Cantora Suzy Navarro, que recentemente retornou ao forró, após anos seguindo carreira gospel, Suzy da uma entrevista totalmente exclusiva contando detalhes, do antes, durante e depois do acidente que houve com a banda Libanos no ano de 2004, ao portal do Darlison no Youtube.

Após quase 17 (dezessete) anos, da ocorrência do acidente que teve coma Banda libanos na cidade de Pedra Branca no CE, lá por volta de 2004, onde levou a alguns integrantes da Banda, a morte imediato, e outros a ser levado para o hospital com urgência em estado grave, Suzy, contou os mínimos detalhes, de como teria acontecido, minutos antes do acidente, e quais motivos poderia ter levado ao acidente.

Suzy conta o quanto tragico foi esse dia, o quanto traumatizante ela presenciou o acidente, sendo uma das integrantes estar com vida, e ver tudo logo após o acidente.

A Nordeste Forró em contato com a Pagina e o portal do Darlison Rodrigues, nos autorizou a entrevista aqui para ser exibida. Veja a Baixo a detalhes da entrevista, onde a mesma conta como ocorreu.

Por: Nordeste Forró.

Morre o cantor Dedim Gouveia, vítima de covid-19


REDAÇÃO GCMAI9

Dedim Gouveia tinha 61 anos. Foto: Reprodução Internet

A covid-19 fez mais uma vítima no mundo artístico. Morreu na noite desta segunda-feira (19) o cantor José da Silva Gouveia, o Dedim Gouveia. Cearense, natural de Redenção, ele tinha 61 anos e estava internado desde o último dia 11 de abril, no Hospital Dr. Carlos Alberto Studart Gomes, na Messejana.

Conhecido por muitos como “Rei do xote”, Dedim Gouveia trilhou uma carreira de mais de 30 anos dedicados ao forró. Com seu estilo alegre, de letras irreverentes, fez sucesso nos palcos do Nordeste, com sua companheira inseparável nos palcos: a sanfona.

A morte do cantor deixou fãs, amigos e colegas de profissão abatidos. Uma das primeiras a lamentar a perda foi a cantora de forró Taty Girl.